“Dança em Trânsito”: um festival de movimento no centro do Rio

Neste final de semana, mergulhe em um mundo de expressão artística e conexões culturais com a 21ª edição do Festival Dança em Trânsito, um dos maiores eventos internacionais de dança contemporânea do país. Conhecido por sua atmosfera única e performances envolventes, o centro da cidade foi transformado em um verdadeiro palco de dança, reunindo talentosos artistas de diversas nacionalidades. O festival teve início na quinta-feira (3) e se estende até o domingo (6), apresentando uma variedade de espetáculos com a participação de um grupo eclético de 80 artistas, proporcionando uma experiência cativante para os amantes da dança.  E a melhor parte: a maioria da programação é gratuita. Há cobrança de ingressos apenas para as atrações que acontecem no teatro do Centro Cultural Banco do Brasil (R$ 30,00 a inteira).

 

Confira a programação de sábado:

No sábado (5), as apresentações acontecem no CCBB, a partir das 18h. No Foyer, o duo de Barcelona Clémentine & Lisard se apresentam com “Scotoma”, uma experiência intensa que explora a interação de corpos com o espaço urbano. Logo em seguida, Nihil Obstat, com Jorge Garcia (São Paulo/SP), um solo que atenta para a liberdade e a possibilidade de transformação em cada lugar e a cada momento. Às 19h, no Teatro 1, The Lion´s Den – com Pocketart (Praga, República Tcheca), um dueto de dança incessante na fronteira entre o entretenimento e a perversidade. Novamente no Foyer, às 19h30, acontece o Invisible Traces, com Yana Reutova & Coll.

 

                                                      

As danças continuam no domingo 

No domingo (6) é que a energia contagiante do festival chega na Praça Mauá e ao Largo da Candelária, ao lado do CCBB, onde bailarinos talentosos encantarão o público com suas performances ao ar livre. Das 10h às 12h, a área próxima ao Museu do Amanhã se transformará em um palco deslumbrante, apresentando quatro trabalhos coreográficos únicos de talentosos coreógrafos estrangeiros. O uruguaio Christian Moyano abrirá o dia com “Você deveria ficar”, uma criação camaleônica que dialoga com a arquitetura local e com os próprios transeuntes, transformando-se a cada apresentação. Em seguida, o duo de Barcelona Clémentine & Lisard apresentará “Scotoma” (que também estará no CCBB no sábado).

As criações inéditas das coreógrafas tchecas Johana Pocková e Sabina Bocková para artistas cariocas prometem trazer uma perspectiva única à dança, enquanto o francês Maxime Cozic, da Cie. Felinae, apresentará uma obra provocativa que explora a fisicalidade quase inumana nos corpos depois de uma noite numa discoteca, regada a drogas e álcool.

Abrindo a programação na parte da tarde, a partir das 16h30, na Praça da Candelária, acontece o “Rotas afora”, uma performance envolvente com 15 intérpretes, seguida por um diálogo inédito entre o renomado coreógrafo contemporâneo Márcio Cunha e os artistas da dança Tambor de Crioula, de São Luís do Maranhão. Esta colaboração promete ser um dos pontos altos do festival, fusionando danças populares com linguagens contemporâneas.

A tarde ao ar livre termina com o poderoso duo “La medida que nos ha de dividir”, dos espanhóis Diego Pazó e Lucía Burguete, da Qabalum Company.

Esta edição marca não apenas o 21º aniversário do festival Dança em Trânsito, mas também reafirma seu papel vital na cena cultural. Com artistas de diversas partes do mundo e uma seleção cuidadosamente curada de performances dinâmicas, o festival é uma verdadeira celebração da dança contemporânea. Prepare-se para ser cativado, inspirado e envolvido pelas performances mágicas do festival, onde a dança se torna a linguagem universal da expressão humana.

Para ver a programação completa acesse: https://www.dancaemtransito.com.br/rio-de-janeiro-2

Facebook
Twitter
Email
Print
Últimos Artigos
pt_BRPortuguese