Fim de semana cheio de charme e harmonia

Se você está em busca de um fim de semana repleto de música, dança e cultura, não perca a Resenha Black Bom com Vizinhos do Amanhã no Museu do Amanhã e aproveite as diversas apresentações do XVIII RioHarpFestival, onde a maioria das apresentações ocorre no Centro Cultural Banco do Brasil – RJ. Com eventos para todos os gostos, os arredores do Pier Mauá são o cenário perfeito para celebrar a arte e a diversidade cultural do Rio de Janeiro. Com eventos para todos os gostos, os arredores do Pier Mauá são cenários perfeitos para celebrar a arte e a diversidade cultural do Rio de Janeiro.

 

Resenha Black Bom com Vizinhos do Amanhã no Museu do Amanhã

No dia 1º de julho, a partir das 16h, a Resenha Black Bom com Vizinhos do Amanhã vai agitar o Museu do Amanhã promovendo muita dança no ritmo da Black Music. O evento, realizado pelo equipamento cultural em parceria com o Baile Black Bom – movimento cultural nascido no Quilombo Pedra do Sal em 2013 – é gratuito e destinado aos vizinhos da Pequena África (regiões da Saúde, Gamboa, Santo Cristo, Morros da Conceição, Livramento, Pinto e Providência), mas aberto também ao público geral.

Além de dançar ao som envolvente, o público também poderá participar de uma oficina prática de passinho de charme para iniciantes e aproveitar o live set do DJ Flash, residente do Baile Black Bom. Os ingressos gratuitos podem ser retirados pelo site da Sympla.

O evento também contará com uma feira gastronômica assinada pelos Sabores do Porto, reunindo empreendedores locais de segmentos como gastronomia, moda e artesanato. Essa programação especial faz parte do Programa de Relacionamento Vizinhos do Amanhã, que busca valorizar a vida e a região da Pequena África.

Serviço:

Resenha Baile Black Bom com Vizinhos do Amanhã

Local: Museu do Amanhã — Praça Mauá, 1 – Centro — RJ

Classificação etária: Livre

Horário: 16h às 21h

Os ingressos são gratuitos e devem ser retirados no site da Sympla

 

 

XVIII RioHarpFestival

Enquanto isso, durante todo o mês de julho, o Rio de Janeiro se torna a capital mundial das harpas com a realização do XVIII RioHarpFestival. Entre os dias 01 e 31 de julho, o festival apresenta 30 harpistas de 22 países, oferecendo um total de 73 concertos com entrada franca. Os recitais ocorrerão em diversos locais, como o Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro (CCBB RIO), Arte Sesc Rio, CCJF, SESC Quitandinha, Real Gabinete Português de Leitura, Biblioteca Nacional, Jockey Club, Palácio São Clemente – Consulado de Portugal, Casa Museu Eva Klabin, além de pontos turísticos e históricos do Rio de Janeiro, como o Corcovado e o Forte de Copacabana.

A programação inclui uma ampla diversidade cultural, com harpistas de diferentes origens e estilos musicais. Desde a harpa tradicional europeia e africana até o koto japonês, o festival proporciona uma experiência única para os amantes da música. Um dos destaques da edição é a apresentação do renomado harpista alemão Markus Thalheimer, que dividirá o palco do CCBB RJ com a camerata do projeto Uerê, formada por crianças e adolescentes de comunidades do Rio de Janeiro que tocam instrumentos de cordas e percussão.

A programação completa está no site https://rioharpfestival.com.br.

 

Serviço:

XVIII RioHarpFestival no CCBB

Data: de 01 a 31 de julho – Teatro I – duas apresentações diárias, de quarta a segunda

Entrada gratuita, com distribuição de senhas uma hora antes de cada espetáculo

Endereço: Rua Primeiro de Março, 66 – Centro – Rio de Janeiro (RJ)

Contato: 21 3808-2020 | ccbbrio@bb.com.br

Os ingressos podem ser retirados na bilheteria do CCBB ou pelo site bb.com.br/cultura

Programação completa e mais informações em www.bb.com.br/cultura

 

Facebook
Twitter
Email
Print
Últimos Artigos
pt_BRPortuguese